fbpx
Avançar para o conteúdo

Fotografia Low Key

Partilha de informação e experiências

Fotografia Low Key

O QUE É FOTO LOW KEY?

Low key é o estilo fotográfico que usa, essencialmente, tons escuros em sua composição, previamente estudados e planejados.

A escolha por este estilo caracteriza-se, principalmente, pelo retrato de sentimentos como melancolia, drama ou, simplesmente, mistério, figuras que são utilizadas como temas centrais dos mais diversos tipos de ensaio, visto que tudo que é misterioso acaba por atrair olhares, sobretudo, curiosos.

E, assim como na técnica oposta, ou seja, na fotografia High key, é necessário tomar muitos cuidados antes que o registro das imagens comece a ser feito.

Dica importante: Não adianta pegar aquelas fotos escuras, que foram mal capturadas e que estão, obviamente, com erro de exposição, e sair falando que são, na verdade, resultado desta técnica!

Fotografar sob a perspectiva Low key é uma tarefa que requer preparo e que não aceita considerar, portanto, qualquer foto escura como obra de tal estilo.

Fotos LK são capturas com a máxima utilização de tons escuros e é importante ressaltar que as partes em tons mais claros são, especificamente, aquelas que sugerem o assunto da fotografia e que, portanto, estão em destaque.

exemplos de Fotografia Low Key

Fotografia Low Key
Fotografia Low Key
Fotografia Low Key

Low key no histograma

Mais uma vez o uso do histograma torna-se imprescindível para averiguação da técnica! Por isso, se o profissional não está acostumado a utilizar esta ferramenta durante seus trabalhos, a dica é que busque aprender, o mais rápido possível, como fazer sua leitura.

Através do histograma, é possível saber se a fotografia está “clipada”, ou seja, se ela é fruto de uma captura com exposição inadequada à luz, por exemplo.

Uma fotografia feita no estilo Low key tem leitura de pixels que se formam, sobretudo, no canto esquerdo do histograma, afinal, o número de pontos escuros é muito superior ao número de pixels claros.

Não deixe de usar este recurso para conferir a qualidade de cada trabalho que está sendo realizado. Através da observação do histograma é possível, ainda, que o fotógrafo se aprimore e que tenha suas técnicas mais amplamente desenvolvidas.

Quando fazer Fotografia Low Key?

Fotos Low key são referências quando o assunto é expor contextos de mistério, como já foi falado anteriormente aqui.

São muito indicadas, também, para retratos impactantes, em que há uma evidente necessidade de fazer com que o objeto central da foto se sobressaia.

Podemos citar, por exemplo, algumas fotos que são feitas com o fim específico de se tornarem capa de álbum artístico. O fundo preto, o contraste alto e marcante, bem como as sombras sobressaltadas são indicativos fortes do uso de tal técnica, que acaba por enriquecer a imagem que está sendo capturada.

Quero fazer Fotografia Low Key!

Fotografia Low Key
Fotografia Low Key
Fotografia Low Key

Com toda certeza saber aplicar a técnica Low key conta como um prepotente diferencial em sua gama de trabalho, por isso vale a pena investir tempo para aprender a desenvolver este estilo antes de oferecê-lo a seus clientes.

E, assim como perguntado sobre o estilo anterior, na sua concepção, qual é a base de um trabalho deste estilo? É claro que é a utilização dos tons escuros na cena que está sendo registrada!

Para que você esteja com tudo na ponta da língua e saiba como fazer fotos dentro deste estilo, separamos 10 dicas de como fazer uma fotografia Low key com qualidade e reverência. Veja:

  1. Abuse dos fundos escuros na hora de compor os ambientes para este tipo de foto;
  2. Escolha, quando possível, estúdios ou locais com pouca luz;
  3. Saiba usar luz com bastante contraste em suas composições;
  4. Use o flash apenas concentrado nas partes mais importantes do assunto fotografado;
  5. Mantenha o resto nas sombras;
  6. Faça testes antes de determinar quando e como utilizar flashes;
  7. Se o trabalho for feito sob a luz natural, observe qual é a melhor marcação;
  8. Dê dicas sobre quais roupas e objetos seus clientes devem utilizar durante a sessão;
  9. Trabalhe conhecendo quais são os detalhes e os focos da imagem;
  10. Tome muito cuidado para não deixar a foto “clipada”.